Segunda, 10 de dezembro de 2018, 00:13h


Publicidade

Tordilho
Sicredi

Este conteúdo precisa do Adobe Flash Player instalado.

Get Adobe Flash player


Newsletter

Jornal Tradição

Ano XVIII - Número 637 dezembro - 2018

Fechar X

Ano XVIII - Número 637

dezembro - 2018


Galerias

Publicidade

Especiais

Jornal Tradição

Caderno Agronegcio - Edio IV 2018/11

Receitas

Pssego Trufado

Assine


Home Colunistas

Buenas...

2014-06-03 Que coisa, at parece algum conhecido

“Nunca discuta com uma pessoa ignorante, grosseira. Ela vai te arrastar ao nível dela e vai ganhar de você, pois ela tem muito mais experiência em ser ignorante.”

Visita Flor de Boa

Piratini recebeu a visita da vereadora Márcia M6ueller, lá dos pagos de Tenente Portela, divisa com Santa Catarina. Veio acompanhada pelo Renatinho, o popular Rasga Diabo, funcionário da Funasa, antiga Sucam, da família “Birivas”.

“La noche”

...Foi curta para tanta conversa e causos, largas risadas, fogo grande (dos dois tipos), borrego na brasa de corunilha, um “cabernet” molhando a goela. Na “República Oriental do Cerro Agudo” é assim que funciona.

Fala-se

...que o Luçardo ta amilhando o parelheiro, que o PDT não abre mão do “cargo mór” (desta vez é com eles). O PMDB promete vir com tudo. O PT tá de olho cravado no exemplo de Canguçu. Faltam dois anos e pico e a panela de pressão já está fervendo. Como diria o finado tio Gerson Pires: “tá mais para caldeirão das bruxas”.

Máquinas, chapéu alheio!

As máquinas expostas na praça do Palanque (Piratini) foram doadas pelo governo estadual para manutenção das estradas? Dos assentamentos, não tem nada a ver com o desmando da cidade. Cumprimentar os outros com chapéu alheio é, no mínimo, falta de educação e de competência.

Dona Irene

Morando na avenida Maurício Cardoso, mãe do meu amigo “Pato”, leitora assídua da coluna do Jotacê. Que bom ser reconhecido por pessoas do bem. Um abraço.

Edvirges, tia veia!

Foi assim que a gente te conheceu, filhos sempre em volta, netos “escanchados” na “ilharga”, mas com o sorriso de quem enfrenta a vida de frente e, essa mesma vida, às vezes nos prega peças medonhas. Te vi chorar. Lágrimas amargas. A partida de um filho é terrível. Estamos acostumados a receber, não a perder. Um abraço fraterno de um amigo que sempre admirou a tua luta.

Comentários (0)





Fechar  X

Que coisa, at parece algum conhecido




Enviado com sucesso!

Em breve, o Jornal Tradição
Regional entrará em
contato com vocé.

ok

Jotac

Arquivo

Publicidade

Publicidade



Jornal Tradição Regional - O elo da notícia até você.

Av. Imperador Dom Pedro I, 1886, sala 1 - Bairro Fragata - CEP: 96030-350 - Pelotas/RS

E-mail: jornaltradicao@jornaltradicao.com.br / Telefone: (53) 3281 1514

© Todos os direitos reservados