Quinta, 18 de outubro de 2018, 15:04h


Publicidade

Sicredi
Tordilho

Este conteúdo precisa do Adobe Flash Player instalado.

Get Adobe Flash player


Newsletter

Jornal Tradição

Ano XIII - Número 629 outubro - 2018

Fechar X

Ano XIII - Número 629

outubro - 2018


Galerias

Publicidade

Especiais

Jornal Tradição

Caderno Especial 92ª Expofeira Pelotas 2018 2018/10

Receitas

Torta de limão

Assine


Home Colunistas

Versão do Fato

2018-05-11 Sonho e compromisso

Noite de temperatura amena. A janta terminou e se ficou ao redor da mesa. O Agostinho fez a pergunta: o que os manteve juntos por 40 anos? Um olhou para o outro. Não responderam em coro, mas confirmaram o que já se sabia: a capacidade de manter a cumplicidade - sem perder a identidade - fizera deles um casal exemplar.

José Inácio e Sandra têm uma longa história. Ela disse que aquilo que os manteve unidos foi um sonho. Ainda estava nos bancos escolares quando conheceu um grupo de jovens - ele estava no meio - que se apresentou falando a respeito de vivência comunitária. Estavam nascendo as Comunidades Eclesiais de Base, nos fundos do Areal e depois migrando para Monte Bonito, onde ainda hoje residem e atuam.

O José Inácio é mais tranquilo. Olhar sereno procurando quase que falar com cada um em particular e tinha a receita: o compromisso. O sonho se fazia concretude no compromisso que um estabeleceu com o outro e os dois fizeram com a comunidade e, mais tarde, com a família. O jeito de ser de cada um - diferente e complementar - ajudou no engajamento social e a cuidar dos seus.

Foi o Paulo Sérgio que insistiu em jantarmos juntos. O que foi uma bênção. Não os via há muito tempo e tive a graça de encontrá-los em uma fase em que já se pode avaliar a caminhada porque, embora não pareça que o tempo tenha passado, há uma estrada percorrida. Ele diácono da igreja, ela lidando com educação, sabem que participaram da história de muitos moradores daquela região e também da diocese católica.

Falou-se de família e do que leva, muitas vezes, a relação de um casal a dar certo - ou não. Que é fundamental estabelecer a cumplicidade sem perder a autonomia de cada um. Quando isto desaparece, não há mais sentido em permanecer juntos. Mas há outro elemento que ainda pode fazer com que tenham atividades conjuntas: os filhos.

Naquela noite fiquei com esta impressão: juntos ou não, encontrei casais que souberam educar filhos e, especialmente, ajudaram-nos a criar a própria identidade e buscar o seu lugar social. A referência continua sendo a família - do jeito que for - com a tranquilidade de saber que ali encontram um porto seguro.

No interior de Monte Bonito, à beira de um fogão à lenha, um casal alimenta o seu sonho: uma família amadurecida e que a humanidade ainda tem jeito. Em suas atividades continua com o entusiasmo que os encontrou quando jovens e que não perderam ao longo de sua história. Um mistério? É possível, um mistério que somente o compromisso de viver a fé, a sua religião e o serviço de busca por uma sociedade mais justa conseguiu manter ao longo de 40 anos!

Comentários (0)





Fechar  X

Sonho e compromisso




Enviado com sucesso!

Em breve, o Jornal Tradição
Regional entrará em
contato com vocé.

ok

Manoel Jesus

Educador

manoeljss@hotmail.com

Arquivo

Publicidade

Publicidade



Jornal Tradição Regional - O elo da notícia até você.

Av. Imperador Dom Pedro I, 1886, sala 1 - Bairro Fragata - CEP: 96030-350 - Pelotas/RS

E-mail: jornaltradicao@jornaltradicao.com.br / Telefone: (53) 3281 1514

© Todos os direitos reservados