Sábado, 24 de fevereiro de 2018, 16:46h


Publicidade

Sicredi
Sicredi

Este conteúdo precisa do Adobe Flash Player instalado.

Get Adobe Flash player


Newsletter

Jornal Tradição

Ano XII - Número 596 fevereiro - 2018

Fechar X

Ano XII - Número 596

fevereiro - 2018


Galerias

Publicidade

Especiais

Jornal Tradição

Caderno Especial JTR Verão II 2018/03

Assine


Home Cultura e turismo

Cultura e Turismo

12-02-2018

Blocos burlescos fortalecem popularidade do Carnaval pelotense


Foto: Divulgação Os grupos burlescos desfilaram em concurso e animaram a Passarela do Samba

Com a mesma animação que faz história desde os antigos carnavais, os blocos burlescos Mafa do Colono, Tesoura da Tiradentes, Bruxa da Várzea e Candinhas da Cerquinha garantiram a folia na Passarela do Samba até perto do amanhecer de domingo (11). Policiamento que acompanhou passo a passo dos desfiles não registrou nenhuma ocorrência. A folia na Passarela do Samba transcorreu em clima de paz.


A tradição de homens vestidos de mulher predominou na indumentária cômica e criativa dos blocos. Extravagantes, com vestidos, salto alto, maquiagem, perucas, penteados, meias rendadas, sutiãs com fartos enchimentos, shorts curtos, saias justas e olhares insinuantes provocaram risos e aplausos do público dos camarotes e cadeiras.



Milhares de componentes desfilaram nos blocos, sem limite de idade. As únicas exigências foram alegria e diversão.


Comunidades


Nenhum dos burlescos que desfilou é estreante em passarela do samba. Os cinco têm nome reconhecido e aceitação em suas comunidades.


A Mafa do Colono, primeiro bloco a desfilar no Carnaval 2018, é da zona norte, das imediações da Praça do Colono. O Bafo da Onça, segundo na Passarela do Samba, é do bairro Simões Lopes. A Tesoura da Tiradentes, terceira entidade, é da região da Balsa. A Bruxa, penúltimo burlesco a se apresentar, é da zona da Várzea, e o bloco Candinhas, último, é da área da Cerquinha.


Os foliões orgulham-se de suas entidades e de suas origens, mas na passarela, na hora do samba, os blocos receberam de braços abertos uns aos outros e os componentes acabaram desfilando em várias entidades, promovendo a integração e um grande Carnaval.


Material e Proposta


Coloridos! Fosse de tecido, plástico, papelão ou outro tipo, o colorido prevaleceu na passarela e o material foi utilizado com grande criatividade. Muito reciclado foi transformado em alegorias – um dos quesitos do concurso entre os burlescos.


Alegorias de mão levaram muitos recados. Nos escritos, propostas de paz e amor predominaram, validando a adesão aos propósitos da Doce Folia da Paz.


Entre os foliões dos blocos burlescos, representantes da comunidade levaram alegria à Doce Folia da Paz. Os vereadores Daniel Trzeciak e Luiz Henrique Viana, ambos do PSDB, desfilaram no chão, mostrando o samba no pé. Daiane Dias e Toninho Peres, do PSB, em cima de caminhão, junto com Éder Blank (PDT). O vereador Reinaldo Elias (PTB) também desfilou.


Concurso


Os blocos burlescos desfilaram em concurso. Os quesitos em julgamento foram conjunto visual, alegorias e adereços, bateria, animação e evolução.     


O presidente da Associação de Entidades Carnavalescas de Pelotas (Assecap), Roberto Nunes, informa que a premiação será dada em troféus de primeiro, segundo e terceiro lugares aos vencedores. Data, local e horário serão definidos nos próximos dias.


Redator: Assessoria de Imprensa



Outras notícias desta editoria

Comentários (0)





Fechar  X

Blocos burlescos fortalecem popularidade do Carnaval pelotense





O Jornal Tradição Regional não se responsabiliza pelo conteúdo do comentário e se reserva ao direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.


Serão vetadas as mensagens que:


  • Não tratarem do tema abordado na notícia;
  • Sejam repetidas as enviadas pelo mesmo leitor, ainda que com outras palavras;
  • Tenham intenção publicitária, de propaganda partidária, eleitoral ou comercial;
  • Tenham conteúdo ou termos obscenos ou ofensivos;
  • Incentivem racismo, discriminação, violência, medo ou outros crimes;
  • Promovam participação de correntes, spams ou lixo eletrônico.


As opiniões expostas não representam o posicionamento do Jornal Tradição Regional, que não se responsabiliza por eventuais danos causados pelos comentários. A responsabilidade civil e penal pelos comentários é dos respectivos autores. O usuário tem ciência e concorda expressamente com a prerrogativa de restringir quaisquer conteúdos que violem ou que possam ser interpretados como violadores às disposições do presente instrumento.

Enviado com sucesso!

Em breve, o Jornal Tradição
Regional entrará em
contato com vocé.

ok

Fechar  X

Blocos burlescos fortalecem popularidade do Carnaval pelotense


Enviado com sucesso!

ok

Publicidade



Jornal Tradição Regional - O elo da notícia até você.

Av. Imperador Dom Pedro I, 1886, sala 1 - Bairro Fragata - CEP: 96030-350 - Pelotas/RS

E-mail: jornaltradicao@jornaltradicao.com.br / Telefone: (53) 3281 1514

© Todos os direitos reservados