Sábado, 15 de dezembro de 2018, 19:45h


Publicidade

Tordilho
Sicredi

Este conteúdo precisa do Adobe Flash Player instalado.

Get Adobe Flash player


Newsletter

Jornal Tradição

Ano XII - Número 638 dezembro - 2018

Fechar X

Ano XII - Número 638

dezembro - 2018


Galerias

Publicidade

Especiais

Jornal Tradição

Caderno Agronegócio - Edição IV 2018/11

Receitas

Pêssego Trufado

Assine


Home Cultura e turismo

Cultura e Turismo

03-12-2018

Sucesso da Festa do Pêssego supera expectativas em Pelotas


Foto: Divulgação A Festa Municipal do Pêssego confirmou o potencial local na produção da fruta

Com grande estrutura montada para estacionamento, palco e setores com bancas para exposição de produtos, serviços, comércio variado, artesanato, agroindústria e produtores, além das dependências do salão Indústria Show, a zona rural de Pelotas – 8º distrito, no Rincão da Caneleira – registrou movimento além das expectativas, neste domingo (2), durante todo o dia, por conta da Festa Municipal do Pêssego. Não houve espaço sequer que não tenha recebido visitantes. 


“Saúdo todos os presentes – público, instituições, representantes religiosos, expositores e, principalmente, os produtores de pêssego. São eles que cuidam e preparam a terra, enfrentam dificuldades, não desistem, não têm medo do trabalho, têm coragem e grande valor”, afirmou a prefeita Paula Mascarenhas na abertura oficial do evento.



A Festa Municipal do Pêssego confirmou o potencial local na produção da fruta. A cadeia produtiva da região conta com oito municípios, sendo que Pelotas é responsável por 50% da produção. Juntos, produzem 95% de todo o pêssego no Estado.


Abertura da colheita


A abertura da colheita 2018 foi pela manhã, na propriedade do produtor Dari Bosembecker, de família produtora de pêssego há mais de 40 anos. O vice-prefeito Idemar Barz representou o Executivo no ato, acompanhado pelo secretário de Desenvolvimento Rural, Jair Seidel.


O chefe do Escritório da Emater, Francisco Arruda, em nome da Comissão Organizadora da Festa Municipal do Pêssego, fez a entrega de uma placa de reconhecimento ao produtor Bosembecker e esposa Ivete, extensiva à família, pela dedicação à cultura e apoio ao evento. 


O secretário Jair Seidel salientou a disposição do produtor em colaborar, desde a organização das feiras até o evento máximo.


O vice-prefeito Idemar Barz destacou a importância da cultura para Pelotas e região e o destaque do pêssego na economia da zona rural. Agradeceu a parceria do produtor Dari e de sua família.


Representando o Poder Legislativo, o vereador Éder Blank (PDT) comentou que o pêssego é uma fruta preciosa, saudável, e que o seu consumo deve ser difundido.


Os presentes romperam o laço da fita que simbolizou a abertura oficial da colheita e o vice-prefeito Idemar declarou-a aberta. A rainha do pêssego, Daiana Pieper, e a princesa Tamires Mattozo acompanharam e participaram de toda a cerimônia.


A festa


Além do almoço saboreado por centenas de pessoas, no salão Indústria Show, não faltaram bancas para gastronomia na Festa do Pêssego. Por onde se andasse, aromas anunciavam sabores para todos os gostos. 


Música e alegria prevaleceram nos ambientes, e houve a escolha dos melhores pêssegos. Entre os serviços, a Universidade Federal ofereceu aferição de pressão, avaliação nutricional, testes rápidos de gravidez, hepatites B e C, sífilis e HIV, além de avaliação bucal e dos níveis de ansiedade, depressão e dependência de álcool.


Às 14h, autoridades e organizadores, com bênçãos religiosas a cargo do padre Luiz Armindo Capone, do pastor Jorge Signorini e do reverendo Ubirajara Mello, deram início à abertura oficial da Festa Municipal do Pêssego. O recado cristão: agradecer a Deus, Nele confiar e alimentar a esperança. A reza do Pai Nosso confirmou a bênção à safra, aos produtores e aos presentes.


"Quero lembrar que passamos por muitos momentos difíceis e os superamos. Temos história e memória em relação à cultura do pêssego e isso vai impulsionar a produção para frente”, afirmou a prefeita.


Manifestações


Dona Neiva Heidrich Fehlberg, rainha da primeira festa do pêssego realizada em Pelotas, em 1963, esteve presente no evento. Emocionada, recebeu um buquê de flores como homenagem do Poder Público.


O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Pelotas, Nilson Loeck, disse que o pêssego é o símbolo da região, e salientou que, neste ano, a situação está difícil nas áreas comercial e produtiva, embora a evolução tecnológica empregada nos pomares.


“Para a indústria, o momento é de turbulência, pela queda do consumo do pêssego em calda. Para reverter a situação, é necessário o apoio do Poder Público”, registrou o presidente do Sindicato da Indústria de Doces e Conservas Alimentícias de Pelotas, Paulo Crochemore.


O presidente da Associação dos Produtores de Pêssego de Pelotas, Mauro Scheunemann, destacou que a cultura do pêssego tem passado por dificuldades, que o preço oferecido pela indústria é baixo, mas que há esperança com base nos anos bons para a produção.


O chefe da Embrapa Clima Temperado, Clênio Pilon, salientou que a cultura, ao longo de 150 anos, registra períodos bons e outros não. No entanto, cerca de 1.500 famílias da região vivem do pêssego e que há engajamento para que a cultura se mantenha viva. “A Embrapa tem feito um esforço forte para isso; continua apoiando o cultivo e gerando conhecimento ao agricultor.”


O gerente regional da Emater, Ronaldo Maciel, falou que a região é responsável por 95% da produção de pêssego do Estado, e que a Empresa segue avançando nas pesquisas visando ao aumento da produtividade.


O secretário de Desenvolvimento Rural, Jair Seidel, lembrou que a Quinzena do Pêssego se iniciou no dia 25 de novembro e se estenderá até o dia 9, dando a oportunidade para os produtores levarem diretamente ao consumidor, através das feiras, a fruta in natura, compotas e derivados. Além disso, restaurantes da cidade, parceiros do evento, inseriram nos cardápios pratos com a fruta como ingrediente.


 “Pelotas é responsável por 90% da produção de pêssego em calda do País e caminha para o aumento das variedades de mesa. A cultura é importante econômica e socialmente, pois gera renda. O pêssego é a cadeia mais importante do agronegócio do Município”, afirmou Seidel.


Os vereadores Éder Blank (PDT) e José Paulo Benemann (PSDB) parabenizaram todos os envolvidos na festa. O vereador Roger Ney (PP) também prestigiou o evento.


“Somos reconhecidos à Secretaria de Desenvolvimento Rural pelo esforço empreendido para a realização desta festa e aos apoiadores que lutam pelo melhoramento da fruta e incentivam os produtores”, disse o vice-prefeito Idemar.


Anúncio


 “Poucos acreditavam e o processo foi complexo. Mas, a gente nunca desiste e nossa persistência culminou com a assinatura do contrato da concessão do transporte coletivo da zona rural na semana que passou. Em poucos meses, o colono vai ter transporte de qualidade e com a tarifa reduzida para R$ 3,70 – a mesma paga na zona urbana. Isso é dignidade, justiça social”, anunciou a prefeita Paula, em meio a muitos aplausos.


Paula disse que o novo sistema de transporte coletivo facilitará a vida dos moradores da Colônia e dos visitantes, que terão acesso às riquezas naturais e poderão aproveitar o turismo rural com o pagamento de passagem com preço baixo. “Vai ter mudança. E, vai ser para melhor”.


A prefeita comentou que as dificuldades enfrentadas no momento pelos produtores podem ser amenizadas com união e citou os parceiros Embrapa e Emater.


Durante as manifestações, a pesquisadora da Embrapa Clima Temperado, Maria do Carmo Bassols Raseira, que realiza seu trabalho em prol do desenvolvimento de variedades, recebeu agradecimentos especiais.


Atração


O cantor nativista Luiz Marenco, principal atração artística da Festa Municipal do Pêssego, comentou que estava se apresentando pela primeira vez na zona rural de Pelotas.


“Pelotas é terra do doce. A Festa do Pêssego é uma grande oportunidade para difundir a cultura. Venho mostrar minha música com muita alegria. O momento será guardado com carinho na minha lembrança”, disse o cantor.


Redator: Assessoria de Imprensa



Outras notícias desta editoria

Comentários (0)





Fechar  X

Sucesso da Festa do Pêssego supera expectativas em Pelotas





O Jornal Tradição Regional não se responsabiliza pelo conteúdo do comentário e se reserva ao direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.


Serão vetadas as mensagens que:


  • Não tratarem do tema abordado na notícia;
  • Sejam repetidas as enviadas pelo mesmo leitor, ainda que com outras palavras;
  • Tenham intenção publicitária, de propaganda partidária, eleitoral ou comercial;
  • Tenham conteúdo ou termos obscenos ou ofensivos;
  • Incentivem racismo, discriminação, violência, medo ou outros crimes;
  • Promovam participação de correntes, spams ou lixo eletrônico.


As opiniões expostas não representam o posicionamento do Jornal Tradição Regional, que não se responsabiliza por eventuais danos causados pelos comentários. A responsabilidade civil e penal pelos comentários é dos respectivos autores. O usuário tem ciência e concorda expressamente com a prerrogativa de restringir quaisquer conteúdos que violem ou que possam ser interpretados como violadores às disposições do presente instrumento.

Enviado com sucesso!

Em breve, o Jornal Tradição
Regional entrará em
contato com vocé.

ok

Fechar  X

Sucesso da Festa do Pêssego supera expectativas em Pelotas


Enviado com sucesso!

ok


Jornal Tradição Regional - O elo da notícia até você.

Av. Imperador Dom Pedro I, 1886, sala 1 - Bairro Fragata - CEP: 96030-350 - Pelotas/RS

E-mail: jornaltradicao@jornaltradicao.com.br / Telefone: (53) 3281 1514

© Todos os direitos reservados