Segunda, 25 de março de 2019, 01:08h


Publicidade

Tordilho
Sicredi

Este conteúdo precisa do Adobe Flash Player instalado.

Get Adobe Flash player


Newsletter

Jornal Tradição

Ano XII - Número 652 março - 2019

Fechar X

Ano XII - Número 652

março - 2019


Galerias

Publicidade

Especiais

Jornal Tradição

Caderno Especial de Aniversário de Arroio Grande 2019/03

Assine


Home Educação

Educação

11-01-2019

Cerritense faz pesquisa de doutorado em química na Bélgica


Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal Diogo La Rosa Novo está realizando uma parte de seu doutorado em química em uma das 100 melhores universidades mundiais

Diogo La Rosa Novo está realizando uma parte de seu doutorado em química na Universidade de Ghent, na Bélgica. A bolsa de Doutorado-Sanduíche no exterior faz parte dos recursos financeiros fornecidos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) do governo federal. 


Durante o período de mestrado acadêmico, realizado no Programa de Pós-Graduação em Química (PPGQ) da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), sob orientação da professora Márcia Foster Mesko, ele propôs novos métodos de análise para o controle da qualidade de medicamentos. Os métodos desenvolvidos visam aprimorar os existentes que até o momento são recomendados por órgãos oficiais. O doutorando afirma que alguns dos métodos recomendados para o controle da qualidade de medicamentos utilizam tecnologias ultrapassadas e apresentam diversas desvantagens e incertezas. 



Durante o seu doutorado, Diogo está buscando novas alternativas para o diagnóstico e acompanhamento clínico de disfunções da glândula tireoide (como o hipertireoidismo e hipotireoidismo), utilizando materiais para análise como cabelo, unha e saliva. Ele destaca que a utilização dessas amostras se torna atrativa frente à análise do sangue, levando em consideração desconforto e riscos aos pacientes e profissionais que realizarão a coleta. 


O tema de estudo proposto, desenvolvido no Laboratório de Controle de Contaminantes em Biomateriais chamou a atenção da comunidade científica, proporcionando que o doutorando fosse convidado a complementar suas pesquisas em uma das 100 melhores universidades do mundo. A estrutura na Universidade de Ghent possibilitará a realização de análises complementares às realizadas na UFPel.


Diogo realizou o ensino fundamental e médio na Escola José Bernabé de Souza (Cerrito) e acredita que toda a sua base acadêmica e profissional provém de uma boa estrutura familiar, qualidade de ensino, dedicação e foco nos objetivos. Ele aponta que a possibilidade de realizar seu doutorado no exterior, a estrutura física para a realização de sua pesquisa e os recursos financeiros para a manutenção de sua bolsa no mestrado e no doutorado, provém de recursos públicos, e isso sempre deve ser levado em consideração. 


“As atividades de pesquisa científica possibilitam um maior desenvolvimento da sociedade e esta é a melhor forma de prestarmos contas dos investimentos públicos que recebemos. Eu ingressei na UFPel em 2010, durante o período de ampliação no número de cursos e através do programa do governo federal, Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (REUNI), o que possibilitou para muitos terem a mesma oportunidade”, relembra.


“Espero que isso não diminua e que todos tenham a oportunidade de estudar em uma universidade pública e gratuita, e que surjam novas pessoas interessadas pela ciência e por fazer ciência. Acredito que educação, ciência e tecnologia nunca serão “gastos para o governo” e sim investimentos que acarretarão em um maior desenvolvimento econômico e social, pois é esta a visão que se percebe em diversos países de primeiro mundo”, finaliza Diogo.


 

Redator: Tradição Regional



Cerritense faz pesquisa de doutorado em química na Bélgica


Outras notícias desta editoria

Comentários (0)





Fechar  X

Cerritense faz pesquisa de doutorado em química na Bélgica





O Jornal Tradição Regional não se responsabiliza pelo conteúdo do comentário e se reserva ao direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.


Serão vetadas as mensagens que:


  • Não tratarem do tema abordado na notícia;
  • Sejam repetidas as enviadas pelo mesmo leitor, ainda que com outras palavras;
  • Tenham intenção publicitária, de propaganda partidária, eleitoral ou comercial;
  • Tenham conteúdo ou termos obscenos ou ofensivos;
  • Incentivem racismo, discriminação, violência, medo ou outros crimes;
  • Promovam participação de correntes, spams ou lixo eletrônico.


As opiniões expostas não representam o posicionamento do Jornal Tradição Regional, que não se responsabiliza por eventuais danos causados pelos comentários. A responsabilidade civil e penal pelos comentários é dos respectivos autores. O usuário tem ciência e concorda expressamente com a prerrogativa de restringir quaisquer conteúdos que violem ou que possam ser interpretados como violadores às disposições do presente instrumento.

Enviado com sucesso!

Em breve, o Jornal Tradição
Regional entrará em
contato com vocé.

ok

Fechar  X

Cerritense faz pesquisa de doutorado em química na Bélgica


Enviado com sucesso!

ok

Publicidade



Jornal Tradição Regional - O elo da notícia até você.

Av. Imperador Dom Pedro I, 1886, sala 1 - Bairro Fragata - CEP: 96030-350 - Pelotas/RS

E-mail: jornaltradicao@jornaltradicao.com.br / Telefone: (53) 3281 1514

© Todos os direitos reservados