Quarta, 19 de setembro de 2018, 13:55h


Publicidade

Sicredi
Tordilho

Este conteúdo precisa do Adobe Flash Player instalado.

Get Adobe Flash player


Newsletter

Jornal Tradição

Ano XIII - Número 625 setembro - 2018

Fechar X

Ano XIII - Número 625

setembro - 2018


Galerias

Publicidade

Especiais

Jornal Tradição

Caderno Especial Semana Farroupilha 2018 2018/09

Receitas

Bolo Brownie

Assine


Home Politica

Política

13-04-2018

Manifestantes pró-Lula garantem que se situação continuar, haverá aumento de bloqueios em Piratini


Foto: Nael Rosa/JTR Segundo organizadores, se preciso for, paralisações em estradas durarão dias

Pela segunda vez em dez dias, na última quarta-feira (11), o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) impediu a passagem de veículos na BR-293, importante via de acesso por ligar, principalmente, Pelotas à Bagé. Foram duas horas de bloqueio com pneus queimados sobre a faixa de rolagem e a certeza, anunciada pelo principal articulador do movimento na região, de que as manifestações desta natureza irão continuar e principalmente aumentar.


Em fala exclusiva ao Tradição Regional, José Gabriel Venâncio, de 49 anos, integrante da direção estadual do MST, argumenta que não há e não se projeta outra coisa a fazer em virtude de - na visão do movimento e do Partido dos Trabalhadores -, Luiz Inácio Lula da Silva, agora na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, ser um preso que não tem contas a acertar com a justiça, mas sim, um encarcerado político. “A condenação dele não está nas provas materiais e sim na convicção de Sérgio Moro [juiz de primeira instância que decretou a prisão]. Está claro que há um show diário midiático tentando incriminar até que, conseguiram prender, o maior líder desse país”, opina Venâncio. Para o líder que esteve à frente do bloqueio na BR-293, a intenção é impedir que Lula, estando com sua liberdade cerceada, concorra à eleição em que, segundo sua visão, não há chances para qualquer outro candidato. Ele garantiu que, se essa situação continuar, as operações em estradas estaduais e federais vão aumentar de forma significativa. “Uma hora e meia, duas horas, como foi dessa vez e como tem sido geralmente, não é nada diante daquilo do que temos força e faremos se for necessário fazer. Por enquanto é somente o MST nos bloqueios, mas, mesmo que não estejamos articulando isso, se for preciso descerão as grandes comunidades que residem em morros, governadores de outros estados - em que nem todos são do PT - e a classe trabalhadora para trancarmos, por dois dias, uma ou até duas semanas e pararmos somente quando o exército intervir”, revelou o líder que finalizou dizendo que a justiça está agindo, no caso de Lula, de forma unilateral, uma vez que autores de escândalos, como por exemplo, os que foram pegos carregando malas com dinheiro, o processo está paralisado, portanto, não há presos e muito menos condenados. “A desigualdade do sistema judiciário está escancarada. A Rede Globo, suas afiliadas, as grandes, as médias e infelizmente agora também as pequenas emissoras de rádio, não reproduzem isso, e sim, crimes pelos quais ele, Lula, não cometeu”, finalizou.


Redator: Tradição Regional



Manifestantes pró-Lula garantem que se situação continuar, haverá aumento de bloqueios em Piratini


Outras notícias desta editoria

Comentários (0)





Fechar  X

Manifestantes pró-Lula garantem que se situação continuar, haverá aumento de bloqueios em Piratini





O Jornal Tradição Regional não se responsabiliza pelo conteúdo do comentário e se reserva ao direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.


Serão vetadas as mensagens que:


  • Não tratarem do tema abordado na notícia;
  • Sejam repetidas as enviadas pelo mesmo leitor, ainda que com outras palavras;
  • Tenham intenção publicitária, de propaganda partidária, eleitoral ou comercial;
  • Tenham conteúdo ou termos obscenos ou ofensivos;
  • Incentivem racismo, discriminação, violência, medo ou outros crimes;
  • Promovam participação de correntes, spams ou lixo eletrônico.


As opiniões expostas não representam o posicionamento do Jornal Tradição Regional, que não se responsabiliza por eventuais danos causados pelos comentários. A responsabilidade civil e penal pelos comentários é dos respectivos autores. O usuário tem ciência e concorda expressamente com a prerrogativa de restringir quaisquer conteúdos que violem ou que possam ser interpretados como violadores às disposições do presente instrumento.

Enviado com sucesso!

Em breve, o Jornal Tradição
Regional entrará em
contato com vocé.

ok

Fechar  X

Manifestantes pró-Lula garantem que se situação continuar, haverá aumento de bloqueios em Piratini


Enviado com sucesso!

ok


Jornal Tradição Regional - O elo da notícia até você.

Av. Imperador Dom Pedro I, 1886, sala 1 - Bairro Fragata - CEP: 96030-350 - Pelotas/RS

E-mail: jornaltradicao@jornaltradicao.com.br / Telefone: (53) 3281 1514

© Todos os direitos reservados