Quinta, 18 de outubro de 2018, 15:03h


Publicidade

Sicredi
Tordilho

Este conteúdo precisa do Adobe Flash Player instalado.

Get Adobe Flash player


Newsletter

Jornal Tradição

Ano XIII - Número 629 outubro - 2018

Fechar X

Ano XIII - Número 629

outubro - 2018


Galerias

Publicidade

Especiais

Jornal Tradição

Caderno Especial 92ª Expofeira Pelotas 2018 2018/10

Receitas

Torta de limão

Assine


Home Rural

Rural

12-02-2018

Estiagem leva prefeito a decretar situação de emergência em Piratini


Foto: Divulgação/Emater Vários segmentos foram atingidos em consequência da falta de chuvas

Até a última sexta-feira (9), fevereiro era completamente seco, por causa da falta de chuva, e certamente, mesmo com as mudanças climáticas, não amenizaram a grave situação que atravessa Piratini ao enfrentar a estiagem, que já levou seis municípios da região sul a decretarem situação de emergência. 


Há falta de água até mesmo para o consumo humano e animal. Por causa disso, o caminhão pipa da Prefeitura não consegue abastecer semanalmente os reservatórios situados ao longo dos cinco distritos que formam os mais 7 mil quilômetros de área rural. 



Nos últimos 45 dias, a capacidade total do veículo está sendo utilizada, pois, segundo a Prefeitura, 40% das cacimbas estão secas ou em via de esgotamento. 


Conforme o relatório feito pela Emater-RS/Ascar, apresentado no mesmo dia, na Câmara de Vereadores. A soja, principal impulsionador da economia local, já está com perda de 30%, o que fará com que os produtores tenham dificuldades em honrar os compromissos firmados junto às instituições bancárias. Nas lavouras de milho a perda é bem maior: 50% da produção.


O cultivo de fumo, feijão, hortaliças, melancia, abóbora e morango, também apresentam prejuízos diante da ausência da média histórica de chuvas, que nos meses de novembro, dezembro e janeiro é de 125, 9 milímetros (mm). Para se ter uma ideia, em novembro de 2017, choveu 52 mm, em dezembro 39,9 mm e  em janeiro deste ano, 44, 5 mm.


Outros seguimentos afetados são a pecuária de corte, leiteira e de ovinos. A falta das chuvas prejudica o desenvolvimento do campo nativo e pastagens cultivadas, refletindo a redução do ganho de peso, queda na fertilidade do rebanho e redução no volume e qualidade do leite e, tendo em vista a proximidade das estações frias, projeta-se também um agravamento dos prejuízos na atividade pecuária para o restante do ano.


Posição da Prefeitura


Os números e índices apresentados acima são resultado de um trabalho de campo requisitado pelo prefeito Vitor Ivan Rodrigues, à Emater-RS/Ascar e para a Secretaria Municipal de Agricultura.


O chefe do executivo, que sofreu críticas por não ter dado início anteriormente nas ações para decretar situação de emergência, se defende dizendo que estranhou a não manifestação de criadores e agricultores antes, pois são essas ações junto aos órgãos competentes que fornecem subsídios para providências imediatas.


“A partir da entrega dos indicadores para subsidiar a decretação, estamos preparando o decreto de situação de emergência, que infelizmente é burocrático, até ter a resposta do governo federal, após passar, inclusive, pela Defesa Civil do Estado”, explicou Rodrigues, que lamenta ser esse um processo burocrático, que deverá levar em torno de 20 dias para obter uma resposta da União.


“Não é tão simples assim. Precisávamos dos impactos, números e percentuais de perda e financeiros. Existe uma grande responsabilidade dessa administração que não vai criar dados ou inventar procedimentos para acelerar o processo”, conclui. 


Redator: Tradição Regional



Estiagem leva prefeito a decretar situação de emergência em Piratini


Outras notícias desta editoria

Comentários (0)





Fechar  X

Estiagem leva prefeito a decretar situação de emergência em Piratini





O Jornal Tradição Regional não se responsabiliza pelo conteúdo do comentário e se reserva ao direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.


Serão vetadas as mensagens que:


  • Não tratarem do tema abordado na notícia;
  • Sejam repetidas as enviadas pelo mesmo leitor, ainda que com outras palavras;
  • Tenham intenção publicitária, de propaganda partidária, eleitoral ou comercial;
  • Tenham conteúdo ou termos obscenos ou ofensivos;
  • Incentivem racismo, discriminação, violência, medo ou outros crimes;
  • Promovam participação de correntes, spams ou lixo eletrônico.


As opiniões expostas não representam o posicionamento do Jornal Tradição Regional, que não se responsabiliza por eventuais danos causados pelos comentários. A responsabilidade civil e penal pelos comentários é dos respectivos autores. O usuário tem ciência e concorda expressamente com a prerrogativa de restringir quaisquer conteúdos que violem ou que possam ser interpretados como violadores às disposições do presente instrumento.

Enviado com sucesso!

Em breve, o Jornal Tradição
Regional entrará em
contato com vocé.

ok

Fechar  X

Estiagem leva prefeito a decretar situação de emergência em Piratini


Enviado com sucesso!

ok


Jornal Tradição Regional - O elo da notícia até você.

Av. Imperador Dom Pedro I, 1886, sala 1 - Bairro Fragata - CEP: 96030-350 - Pelotas/RS

E-mail: jornaltradicao@jornaltradicao.com.br / Telefone: (53) 3281 1514

© Todos os direitos reservados