Quarta, 20 de fevereiro de 2019, 08:41h


Publicidade

Tordilho
Sicredi

Este conteúdo precisa do Adobe Flash Player instalado.

Get Adobe Flash player


Newsletter

Jornal Tradição

Ano XIII - Número 647 fevereiro - 2019

Fechar X

Ano XIII - Número 647

fevereiro - 2019


Galerias

Publicidade

Especiais

Jornal Tradição

Caderno Especial Expofesta da Melancia de Pedro Osrio 2019/02

Assine


Home Rural

Rural

08-02-2019

EXPOFESTA MELANCIA: Melancia, a estrela da festa, deve ter produção de 10 mil toneladas


Foto: JTR A agricultora familiar Josiane Lima Cardozo ajuda o marido, Mario Lus Cardozo, a tocar a propriedade

Com uma longa trajetória na produção de melancia, os quatro produtores da fruta no município esperam colher em torno de 10 mil toneladas nesta safra. Responsáveis pelo cultivo de 352 hectares com a cultura, três são grandes produtores e apenas um é de agricultura familiar, conta a chefe do escritório local da Emater, Carine Harter. 


A produção, que começou no final de outubro, ocorre em 140 hectares irrigados e 212 hectares não irrigados, conta a extensionista rural, que acompanha a evolução da cultura. Segundo ela, nas áreas irrigadas, a produtividade deve chegar a 32 mil quilos por hectare e nas não irrigadas deve cair um pouco e ficar em torno de 25 mil quilos por hectare.



Da agricultura familiar, apenas o casal Mario Luís Cardozo e Josiane Lima Cardozo persistiram no cultivo da fruta, que no ano passado garantiu uma renda extra à família. Josiane ajuda o marido a tocar a propriedade e na ausência dele, que algumas vezes é solicitada para trabalhos fora, atende a ordenha, horta e lavouras, além de atender nas feiras livres da cidade ou em bancas junto à rodovia, onde garante a comercialização dos seus produtos. “Neste ano já colhi em torno de 40 melancias, 20 foram para a prefeitura e outras 20 para venda direta”, diz ela.


O casal vive há 14 anos em uma pequena propriedade, na localidade da Palma, com suas duas filhas e procuram trabalhar de forma diversificada. O plantio de melancia começou no ano passado por incentivo da Emater e da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, mas há ainda plantações de melão, abóbora, batata-doce e tomate, como também pastagem para leitaria e a horta, que proporciona subsistência e tem excedente comercializado nas feiras livres.


A atividade é incentivada tanto pela Emater/RS-Ascar, quanto pela secretaria, pois além das famílias não dependerem de uma única fonte de renda, que pode ser prejudicada pelo clima, aproveita melhor a disponibilidade de terras. A diversificação atende também uma demanda municipal, pois são os agricultores familiares que abastecem programas como o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), e neste ano, conforme anunciou o vice-


prefeito Cal Oliveira, devem participar do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). A agricultura familiar em Pedro Osório possui aproximadamente 200 produtores.


 


Melancia


A melancia é fruta típica do verão. A fruta padrão de mercado pesa entre 10 e 14 quilos, mas os produtores comercializam bem as frutas entre 8 e 12 quilos. No mercado, são encontradas melancias de cinco até 24 quilos. As frutas da região têm um diferencial, devido ao tipo de solo e clima, mas fundamentalmente pelo maior número de horas de luz sobre os cultivos de melancia quando comparados com outras regiões do Brasil, neste período. Com isto, a produção é sempre mais doce e saborosa.


Entre as variedades mais plantadas estão as híbridas, como a Crimson Sweet, Top Gun e Manchester. São frutas de ciclo médio, 85 dias para a Top Gun e 90 dias para a Manchester e Crimson, com a floração ocorrendo 40 dias após o plantio. A semeadura para qualquer uma das variedades ocorre de 10 de outubro a 10 de dezembro. A colheita inicia a partir do final de dezembro e se estende por 60 dias. Os principais mercados consumidores da fruta produzida na região são o próprio Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Minas Gerais e Brasília.


 

Redator: Tradio Regional



EXPOFESTA MELANCIA: Melancia, a estrela da festa, deve ter produção de 10 mil toneladas


Outras notícias desta editoria

Comentários (0)





Fechar  X

EXPOFESTA MELANCIA: Melancia, a estrela da festa, deve ter produção de 10 mil toneladas





O Jornal Tradição Regional não se responsabiliza pelo conteúdo do comentário e se reserva ao direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.


Serão vetadas as mensagens que:


  • Não tratarem do tema abordado na notícia;
  • Sejam repetidas as enviadas pelo mesmo leitor, ainda que com outras palavras;
  • Tenham intenção publicitária, de propaganda partidária, eleitoral ou comercial;
  • Tenham conteúdo ou termos obscenos ou ofensivos;
  • Incentivem racismo, discriminação, violência, medo ou outros crimes;
  • Promovam participação de correntes, spams ou lixo eletrônico.


As opiniões expostas não representam o posicionamento do Jornal Tradição Regional, que não se responsabiliza por eventuais danos causados pelos comentários. A responsabilidade civil e penal pelos comentários é dos respectivos autores. O usuário tem ciência e concorda expressamente com a prerrogativa de restringir quaisquer conteúdos que violem ou que possam ser interpretados como violadores às disposições do presente instrumento.

Enviado com sucesso!

Em breve, o Jornal Tradição
Regional entrará em
contato com vocé.

ok

Fechar  X

EXPOFESTA MELANCIA: Melancia, a estrela da festa, deve ter produção de 10 mil toneladas


Enviado com sucesso!

ok

Publicidade



Jornal Tradição Regional - O elo da notícia até você.

Av. Imperador Dom Pedro I, 1886, sala 1 - Bairro Fragata - CEP: 96030-350 - Pelotas/RS

E-mail: jornaltradicao@jornaltradicao.com.br / Telefone: (53) 3281 1514

© Todos os direitos reservados