Quarta, 26 de setembro de 2018, 02:27h


Publicidade

Sicredi
Tordilho

Este conteúdo precisa do Adobe Flash Player instalado.

Get Adobe Flash player


Newsletter

Jornal Tradição

Ano XIII - Número 626 setembro - 2018

Fechar X

Ano XIII - Número 626

setembro - 2018


Galerias

Publicidade

Especiais

Jornal Tradição

Caderno Especial Semana Farroupilha 2018 2018/09

Receitas

Bolo Brownie

Assine


Home Saude

Saúde

25-09-2018

Setembro Amarelo alerta para prevenção ao suicídio

Foto: Divulgação 3,2% da população que tentou suicídio não tinha nenhum diagnóstico de psicopatologia

Segundo o primeiro boletim epidemiológico sobre suicídio no Brasil, divulgado pelo Ministério da Saúde, o número de suicídios aumentou 12%, entre 2011 e 2016. Por ano, cerca de 11 mil pessoas tiram a própria vida no país e, por dia, 32 brasileiros são mortos pelo autoextermínio, taxa superior às vítimas da Aids e câncer. Números alarmantes que despertam a atenção para o fato de que o suicídio é um problema de saúde pública e, como tal, deve ser combatido por meio da prevenção.


De acordo com a coordenadora do curso de Psicologia da Anhanguera de Pelotas, uma das frentes para essa prevenção é a desmistificação do assunto junto à população. Para ela, existe um tabu em torno do tema, que o torna um mal silencioso, já que as pessoas fogem do assunto e tendem a ignorá-lo, por medo ou falta de informação, sinais de possíveis suicidas. "O suicídio é uma questão de saúde pública e é possível preveni-lo. Os profissionais de saúde precisam estar aptos para reconhecer os fatores de risco e, se necessário, adotar medidas a fim de diminuir os riscos e evitar o suicídio", alerta.



Falar com alguém sobre o tema não aumenta o risco, pelo contrário, pode aliviar a angustia e a tensão que os pensamentos trazem. É fundamental informar a comunidade sobre o problema e canais de ajuda. O Centro de Valorização da Vida (CVV) atende todo o Brasil pelo número 188. O risco de suicídio deve ser considerado urgência médica, podendo ocasionar lesões graves, incapacitantes, e até a morte. Segundo a psicóloga, a avaliação sistemática nas práticas clínicas pode ser realizada por um clínico geral ou por profissionais de pronto atendimento.


De acordo com a Associação de Psiquiatria Brasileira (ABP), 3,2% da população que tentou suicídio não tinha nenhum diagnóstico de psicopatologia. O comportamento suicida é provável quando existe sofrimento intenso, independente de transtornos mentais. Ainda de acordo com a coordenadora, os suicidas demonstram sinais e expressam em dias ou semanas anteriores o desejo de cometer o ato. Tentativa prévia de suicídio e doenças mentais são considerados os principais fatores de risco. Os transtornos mais comuns são depressão, transtorno bipolar, alcoolismo, abuso ou dependência de drogas, transtornos de personalidade e esquizofrenia.


"A maioria das mortes por suicídio são prematuras e podem ser evitadas. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), nove em cada dez casos poderiam ter sido revertidos. Portanto, é preciso falar sobre o assunto e dar visibilidade ao tema para alcançarmos uma rede de prevenção, com equipes bem treinadas e preparadas para a atenção a crise", conclui.


Redator: Assessoria de Imprensa



Setembro Amarelo alerta para prevenção ao suicídio


Outras notícias desta editoria

Comentários (0)





Fechar  X

Setembro Amarelo alerta para prevenção ao suicídio





O Jornal Tradição Regional não se responsabiliza pelo conteúdo do comentário e se reserva ao direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.


Serão vetadas as mensagens que:


  • Não tratarem do tema abordado na notícia;
  • Sejam repetidas as enviadas pelo mesmo leitor, ainda que com outras palavras;
  • Tenham intenção publicitária, de propaganda partidária, eleitoral ou comercial;
  • Tenham conteúdo ou termos obscenos ou ofensivos;
  • Incentivem racismo, discriminação, violência, medo ou outros crimes;
  • Promovam participação de correntes, spams ou lixo eletrônico.


As opiniões expostas não representam o posicionamento do Jornal Tradição Regional, que não se responsabiliza por eventuais danos causados pelos comentários. A responsabilidade civil e penal pelos comentários é dos respectivos autores. O usuário tem ciência e concorda expressamente com a prerrogativa de restringir quaisquer conteúdos que violem ou que possam ser interpretados como violadores às disposições do presente instrumento.

Enviado com sucesso!

Em breve, o Jornal Tradição
Regional entrará em
contato com vocé.

ok

Fechar  X

Setembro Amarelo alerta para prevenção ao suicídio


Enviado com sucesso!

ok


Jornal Tradição Regional - O elo da notícia até você.

Av. Imperador Dom Pedro I, 1886, sala 1 - Bairro Fragata - CEP: 96030-350 - Pelotas/RS

E-mail: jornaltradicao@jornaltradicao.com.br / Telefone: (53) 3281 1514

© Todos os direitos reservados